Dicas · Refeições

Bacalhau à Zé do Pipo: Portugal e França em Cozinha de Fusão?

A cozinha de fusão é um conceito associado à cozinha moderna. Entende-se por cozinha de fusão o resultado de uma mistura de produtos, técnicas ou tradições, de determinadas regiões ou países.

Curiosamente, muitos dos pratos que hoje conhecemos como tradicionais podem ser considerados de fusão, graças ao cruzamento de conhecimento e produtos entre diferentes culturas.

Tomemos como exemplo o “fiel amigo” português: automaticamente associamos o bacalhau a pratos mais tradicionais, como por exemplo o Bacalhau à Zé do Pipo.

Este consiste num bacalhau de forno, enriquecido com cebolada, puré de batata e maionese. No entanto, esta receita de bacalhau, muito popular nas casas portuguesas, nasceu no Porto na década de 60.

Conta-se que foi uma criação de um dono de um restaurante, que era conhecido como Zé do Pipo e que terá criado a receita para concorrer à “Melhor refeição ao melhor preço”, concurso culinário da época, e, ao que parece, foi a vencedora.

Um dos segredos desta receita é a cremosa maionese que o acompanha, que lhe dá um paladar extremamente rico.

Curiosamente a maionese é um molho francês, à base de gema de ovos e azeite, que por sua vez terá sido criada na ilha de Menorca, para celebrar a conquista da cidade de Mahon.

Ou seja, a culinária é um natural cruzamento de geografias e culturas, o que poderá tornar o nosso típico e pouco moderno bacalhau à Zé do Pipo num prato de fusão, graças ao feliz casamento entre o bacalhau e a maionese.

Receita de Bacalhau à Zé do Pipo

Indicadores de Preparação:

Tempo
1 Hora
Dose
4 Pessoas
Dificuldade
Fácil
Custo
Médio

Ingredientes:

  • Lombos de bacalhau demolhado 4 Lombos;
  • Leite 1l;
  • Cebolas 2 Cebolas;
  • Folha de Louro 1 Folha;
  • Cravinho 1 Unidade;
  • Alho 1 Dente de Alho;
  • Maionese 1 Chávena almoçadeira;
  • Puré de Batata entre 750g a 800g;
  • Azeitonas a gosto;
  • Sal e pimenta a gosto;

Preparação:

  1. Cozem-se os lombos de bacalhau no leite, ao qual se adicionou o louro, o alho e o cravinho;
  2. Picam-se as cebolas em meias luas e levam-se a alourar com o azeite;
  3. Depois de cozido escorre-se o bacalhau e coloca-se num recipiente de barro;
  4. Deita-se a cebolada sobre as postas, que depois se cobrem com a maionese;
  5. Contorna-se com o puré de batata passado por uma seringa ou saco e vai ao forno a gratinar;
  6. Enfeita-se com azeitonas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *